quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

A justiça de Deus recai sobre aquelas que respeitam os limites dos seus deveres .

Meus deveres como mãe , não anulam os direitos dos meus filhos! 
Nós mulheres somos muito fortes, valentes, persistentes, objetivas e destemidas, compromissadas com nossas responsabilidades e quando se trata dos nossos filhos não entregamos a outrem o cuidado que devemos ter para com eles, até porque antes de serem nossos filhos, são filhos do próprio Deus. Nós mulheres cristãs não criamos nossos filhos para o mundo, mas para Deus, para que seus planos e propósitos se cumpram na vida deles. 
Nossa dedicação a eles, agradam a Deus, Ele mesmo nos instruiu a ensinar nossos filhos o caminham que devem andar, para quando crescerem não se desviarem dele.
Contudo, devemos tomar cuidado com o excesso de zelo, para não sufoca-los e até mesmo impedir o agir do Espírito Santo neles. Chegará um momento em que nossos filhos tomaram a decisão de aceitar o senhor Jesus como único e suficiente salvador de suas vidas, nesse momento devemos apóia- los e ensina-los acerca do significado do "novo nascimento". Não temos o direito de retardar o batismo nas águas de nossos filhos por exemplo, julgando que eles ainda não estejam preparados devido a algumas atitudes que eles ainda conservam e que desagradam a Deus. O julgamento do momento certo ou não, não cabe a nós, mas a Deus, a nós cabe somente instrui-los na verdade ( Jesus - palavra de Deus ) é preciso que eles saibam o significado do novo nascimento, seus benefícios e consequências. Para nós pode ser que ainda não estejam preparados, mas para Deus, pode ser a hora do chamado, que dentre tantos, ele ou ela ( seu filho, ou filha ) pode ser escolhido para algo grandioso. 
Entregue seus filhos ao caminho do Senhor e deixe que Ele mesmo tratará deles, apenas continue orando, o que a propósito é o dever de toda mulher cristã. Uma vez entregue ao Senhor, não há mais escapatória, enquanto estávamos no mundo, tinha jeito para nós, porque seriamos resgatados e transportados para o reino do filho do seu amor, como está em Cl 1.13. Mas das mãos de Deus, ninguém pode nos tirar, Deus nos quer para Ele, não se preocupe, se ao longo do caminho seu filho vacilar, há um consolo do Senhor para você em Jr 18.1-6. ( Jr 1.6 não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? Diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel. ) 

Entendeu? Se algum dia seu filho ( vaso ) não estiver dando honra ao Senhor ( oleiro ) então Ele fará dele um outro vaso, que o honre, que o obedeça, guarde seus mandamentos e cumpra Seus propósitos. 
Mais uma vez eu digo que é preciso ter ousadia para confiar em Deus. Em Sl 112.6 diz: porque nunca será abalado; o justo estará em memória eterna.
A sua descendência e tudo o que fizerem serão sua memória perpetuamente, eles levarão consigo, por onde quer que andarem seu bom exemplo, seu respeito a palavra, ao Espírito Santo e à eles, é assim que seremos lembrados para sempre, pelo legado que inferimos aos nossos filhos. 
E sabe para quê tudo isso ?  Sl 112.2 seus descendentes serão poderosos na terra, serão uma geração abençoada de homens íntegros. 
A integridade é adquirida pela independência do viver com Cristo! 
Respeite os direitos dos seus filhos! 


Na mesma linha de pensamento, na próxima semana falaremos do respeito aos direitos do esposo. 

Jusimeire Queiroz Ramos, esposa do Pr. Fábio Ramos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Porquê melhor é a sabedoria do que jóias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar com ela". Provérbios 8:12

Template by:

Free Blog Templates