quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Amigo ou "profeta velho"


  1Co 13.4-5 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso, o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal.
          Há situações em nossas vidas em que não compreendemos os motivos pelos quais algumas pessoas que são amadas por nós, nos tratam com tanta falsidade e fingimento, pessoas que se dizem ser amigos mas, que na verdade querem o nosso mal, e elas estão muito próximas de nós, principalmente no ambiente de trabalho, as vezes na própria família e o mais curioso é que não conseguimos identificar ou demoramos algum tempo para suspeitar que essas pessoas, usam o seu carisma, simpatia, seu amor fingido para nos persuadir ao erro, tentam através de um doce, na verdade amargo, nos prejudicar, tentam através de lábios enganosos, nos tirar do foco ( a palavra de Deus ), nos desviando das promessas do Pai.
                Quero alerta você mulher cristã, para esse tipo de pessoa, ela não está fora da igreja, mas dentro, ou é conhecedora da palavra de Deus de alguma forma, mas não é praticante, ou seja, é a famosa ímpia, o mais grave é que usa a própria palavra, na expressão fingida de amor, para nos enganar. Como o “profeta velho”, fez com o “profeta novo”. O “velho” tinha todo o conhecimento da palavra, mas usou-a para a morte de seu irmão, era uma pessoa aparentemente de confiança, acima de qualquer suspeita, mas que agiu como uma prostituta........................................ Depois de causar a morte, o profeta velho, esconde o seu erro atrás de outra falsidade, tentando mostrar indignação com a situação desastrosa do profeta novo, que ele mesmo causou.
                Dar honra ao morto, depois de tê-lo matado, como o profeta velho fez com o profeta novo é uma forma de desviar dele a culpa pelo acontecido, mostrando-se sempre gentil, solidário, preocupado com as aflições do outro, e uma “bondade” excessiva que tem como único objetivo, esconder sua maldade.
                Devemos amar sim, sem suspeitar mal, mas, lembre-se de que Jesus disse em Jo 14.21Aquele que tem os mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. Uma pessoa que fala mal de alguém para você, mas que beija-o no rosto, não é alguém que ama ao Senhor,  lembre-se do que Judas fez com Jesus, quando entregava-o a morte.
                Vigie, esteja atenta mulher sábia, avalie suas amizades, você pode estar sendo vítima de um “profeta velho”.
                Somente a mulher cheia do Espírito Santo, sabe identificar a presença do profeta velho.
Jusimeire Queiroz Ramos, esposa do Pr. Fábio Ramos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Porquê melhor é a sabedoria do que jóias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar com ela". Provérbios 8:12

Template by:

Free Blog Templates