quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Sua oração é ouvida, quando se faz uso da fé


Essa história é muito bonita e muito interessante também, ela é relatada em Mateus 15:21-28 . Nos fala de uma mulher que estava passando por um momento muito difícil: sua filha estava terrivelmente endemoninhada. Ela vai então em busca da cura para a sua filha. Ela vai na direção certa: vai a Jesus. E recebe do Senhor aquilo que ela desejava, pois demonstrou ter grande fé em Jesus.
Fiquei pensando nos dias de hoje.Porque quando passamos por uma séria dificuldade nos aproximamos mais de Deus? Muitas vezes Deus fala a nós de uma forma mais dura quando nós ou alguém da nossa família passa por uma grande dificuldade, especialmente quando fica enferma. Nessa hora, buscamos a Deus com todo afinco, pois vemos nele a grande possibilidade de auxílio.
Aqui eu gostaria de comentar que diante das dificuldades, dos problemas, das tragédias, há pelo menos duas possibilidades: ou você se revolta contra tudo e todos, inclusive contra Deus; ou se aproxima desse Senhor, esperando da Sua mão o auxílio. Esta mulher do nosso texto não se revolta, mas busca auxílio junto a Deus.
O que me chamou a atenção nesse texto também é o fato dessa mulher ir clamando em alta voz atrás de Jesus, pedindo por misericórdia, mas Jesus parece não dar bola para ela. Ela vai gritando por ajuda, mas Jesus não lhe dá atenção. Não é assim também que acontece muitas vezes conosco em nossas orações? Nós buscamos a Deus num momento muito difícil da vida, mas parece que Ele não nos ouve. E bate em nós um grande sentimento de abandono. Nos sentimos sozinhos, achando que o próprio Deus também nos deixou. Mas quantas vezes isso é uma prova de fé para nós. Aqueles que desistem de pedir, desistem da oração, deixam de receber. Mas aqueles que buscam ao Senhor com perseverança, sem desistir, acabam alcançando.
Essa história desse texto, me faz lembrar a parábola que Jesus contou sobre como devemos perseverar na oração. É a parábola da viúva persistente. Essa parábola nos fala de uma viúva que queria justiça contra um adversário e insistiu muito junto a um juiz iníquo, até que recebeu o que ela esperava.
E Jesus usou esta parábola, essa mensagem para nos falar da importância em insistir na oração.
Minha amiga, quantas mulheres também deixam de orar a Deus por determinado assunto, pois pensam que Deus não escuta mesmo. Outros pensam que já oraram demais por determinado assunto, então não precisam mais orar. Mas Jesus nos ensina que devemos persistir no nosso pedido, mesmo que as vezes pensemos ou sintamos que Ele não nos escuta. Mesmo quando parece que Deus está longe e não está nem aí para a minha dor, devo insistir e buscá-lo em oração. É bem nesses momentos difíceis que devo buscar ainda mais ao Senhor. É isso que fez a mulher do nosso texto. Se ela, percebendo que Jesus nem lhe dava atenção, tivesse desistido do pedido, então não teria recebido. Imaginem se essa mulher que vinha clamando atrás de Jesus, dissesse: “Não adianta mesmo insistir. Esse aí não me escuta. Vou embora.” Se ela tivesse feito isso não receberia a bênção das mãos de Deus.
Mas ela não agiu dessa forma. Ela não desistiu. Ela persistiu. Ah! Que ensinamento precioso para nós! Quantas mulheres a gente ouve dizer: “Já cansei de orar, mas Deus não responde!”. Minha amiga, não se canse de orar nunca! Insista, mesmo que demore dias, meses, anos. Insista no seu pedido a Deus. O Senhor tem grandes coisas para você. Muitas vezes o fato dele parecer que não ouve é um momento que tens que passar. Mas se você continuar firme no Senhor, orando e dando graças, no momento oportuno Deus vai te atender.
Outra coisa interessante dessa história é o fato dos discípulos de Jesus dizerem para Ele mandar aquela mulher ir embora, pois estava incomodando. Ah, quanta mulher age também de acordo com os discípulos. Quanta mulher pensa: “Será que o meu clamor, a minha oração está incomodando a Deus?
Já orei muito. Senhor, não vou mais te incomodar com a minha dor”. Há aqueles que ainda dizem: “Deus já sabe da sua dor. Não precisa mais orar por causa disso”.
Mas a mulher no nosso texto agiu diferente. Ela continuava gritando. Amiga leitora não será isso um exemplo para nós? Quantas vezes desistimos e até pensamos: “Por isso já orei que chega!”. E exatamente porque pensa dessa forma deixa de receber.
E o interessante da história bíblica é que Jesus quando conversa com essa mulher, a chama de cachorro. Ele diz que veio somente para o povo de Israel. E que não é bom dar o pão dos filhos aos cachorrinhos. Quantos achariam isso ofensivo demais e teriam desistido. Mas ela não desiste. Ela se humilha. Ela aceita ser tratada dessa forma. Ela não desiste.
Minha amiga, penso que aqui há uma nova lição para nós. Quantas se acham dignas de receber alguma coisa de Deus. Acham que têm méritos próprios. Mas esse é um ledo engano. Não merecemos nada do Senhor. O que Ele nos dá é por amor, por graça, por misericórdia. Porque a mulher se humilhou, ela também recebeu. Quando falamos de humildade, falo de humildade de espiríto, não viver uma vida de humilhação, chorando, lamentando, me entenda por favor.
E Jesus fica admirado com a fé dessa mulher e lhe diz: “Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres”. E assim aconteceu, como nos conta o evangelho.
Aquela mulher sabia que Jesus podia curar a sua filha e foi a Ele com fé. Ela, na sua mente, podia ver a filha curada ao se apresentar a Jesus. O que nós vemos quando apresentamos a de Jesus os nossos problemas? Nós conseguimos vê-los resolvidos ou fazemos de conta que cremos?
Quantos vezes pensamos: “Bem, eu tenho esse problema e já orei. Vamos ver o que vai dar?”. Mas lá no fundo dizem para si mesmo: “Acho que não tem jeito!”. E por agirem assim deixam de receber o que Deus poderia facilmente lhe conceder.
Aquela mulher teve fé, por isso Deus concedeu aquilo que ela desejava, aquilo que estava no seu coração. Gosto muito da Palavra que o salmista escreveu:
“Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará aos desejos do teu coração” (Salmo 37.4). Deus satisfez o desejo daquela mulher. Deus fez como ela desejava. Quando Deus se agrada, Ele concede. Porque o que agrada ao Senhor é a fé. Em Hebreus 11.6 está escrito que sem fé é impossível agradar a Deus.
Queres receber alguma coisa de Deus? Ore com fé. Mas o que é fé? Novamente o livro de Hebreus nos auxilia. E numa versão das Escrituras, na Bíblia de Jerusalém, capítulo11.1, o texto é traduzido dessa forma: “A fé é uma posse antecipada do que se espera, um meio de demonstrar as realidades que não se vêem”. Dá para entender isso? A fé é uma posse antecipada daquilo que se espera, mas que ainda não está presente.
Deixem-me dar um exemplo. Quando eu saio para ir ao culto, eu tenho certeza que Deus estará presente para me abençoar. De onde eu tiro essa certeza? Da própria Palavra de Deus que nos diz que onde dois ou três estiverem reunidos em nome de Jesus Ele estará presente. Por isso já me alegro antes de sair de casa. Essa alegria é uma posse antecipada daquilo que se espera. Eu sei que Deus estará no culto e já me alegro com isso.
Fé é isso, uma posse antecipada do que se espera, daquilo que ainda não está presente. Eu me arrisco a dizer que aquela mulher do texto bíblico via, pela fé, a sua filhinha curada se conseguisse entregar o seu problema, a sua aflição, a sua dor a Jesus. Na sua mente, ela via, antecipadamente, a filha curada, pois sabia que o Senhor tinha poder e cria em Jesus.
O que realmente minha amiga nos falta essa fé e por isso muitas vezes deixamos de receber as bênçãos de Deus? Nós temos muitas dificuldades para ver os nossos problemas resolvidos quando os entregamos a Deus. Nós temos dificuldades de enxergar com os olhos da fé. Apenas enxergamos a realidade como nós a vemos e não como ela pode ser quando a entregamos com confiança a Jesus.
Me arrisco a dizer que nos falta a fé dessa mulher Cananéia do nosso texto. Quantas vezes, nos aproximamos de Deus, assim como fez essa mulher, mas com uma grande diferença: muitas vezes estamos tão cheios de dúvidas de que iremos alcançar o que pedimos, que realmente deixamos de receber.
Essa dúvida a mulher do nosso texto não tem. Será que não é exatamente aí que falhamos na nossa vida de fé, na nossa vida de oração?
Nós não conseguimos enxergar o milagre de Deus acontecendo em resposta à nossa oração. Nós vemos o problema e o entregamos a Deus. Sabemos que Ele pode dar um jeito. Pedimos isso a Ele. Mas não cremos realmente que tudo aquilo que pedimos vai acontecer. E por isso muitas vezes desesperamos. Enxergamos o problema e não olhamos, com os olhos da fé, esse problema resolvido.
O salmista, na continuação do Salmo 37, diz o seguinte no versículo 35: “Entrega teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará”. Muitas vezes entregamos o nosso caminho ao Senhor, mas não com fé. Sendo assim, Ele não faz. Entregamos, mas duvidamos. Por isso não recebemos.
Nós devemos pedir a Deus a mesma fé que tinha essa mulher do nosso texto. Que Ele nos abra os olhos para enxergamos através da fé aquilo que pedimos a Ele se cumprindo. É evidente, aqui vale uma observação importante. Temos que deixar claro que esse pedido tem que estar em acordo com a vontade do Pai. Não pode ser algo que contrarie a Sua Palavra, pois, nesse caso, Ele não atenderá, mesmo tendo fé. Mas se a Sua Palavra nos autoriza a pedir, o façamos com fé. Certamente, Deus nos atenderá. Tão somente não deixemos de orar, de entregar tudo a Ele em oração com fé, visualizando, tomando posse da bênção. Fazendo isso, a seu tempo Deus nos atenderá.
 Minha amiga agrade a Deus tendo fé, deixando a dúvida, a ansiedade de lado e tenha sua oração atendida.

Que a graça de Deus seja com todas nós, Adrielle Kawahara

4 comentários:

  1. Olá dna Adrieli já to viciando em seu blog, todos os dias venho aqui ler o que a senhora escreveu, e vejo o quanto Deus tem usado a senhora cada vez mais para falar ao nosso coração feminino. Fico feliz pela sra, dna cris, dna nanda, e outras mulheres que realmente são sábias para nos ensinar a edificar nossas vidas.
    Eu não a conheço pessoalmente, mas pretendo conhecê-la ja que ainda se encontra aqui no brasil. Gosto de de seus conselhos espirituais.
    Um grande abraço.
    De Suzane Aguiar - Londrina Paraná

    ResponderExcluir
  2. TA LIGADO! TAVA PRECISANDO DESSA MENSAGEM PRA CONTINUAR NA FÉ. OBRIGADA

    ResponderExcluir
  3. Tá ligado.
    "Pois tudo que pedires em meu nome, crendo recebereis..."


    Deus abençoe Dona ;)

    ResponderExcluir
  4. Olá Da. Adrielle, muito obrigada por sua visita, estou tentando ccomentar pela segunda vez aqui, a palavra de verificação não está aparecendo o espaço para colocá-la.
    Já estou de dedinho em pé querendo o livro da senhora, espero que saia rápido, nós mulheres precisamos sempre de uma força a mais...Vejo que Deus em sua palavra teve muito cuidado em orientar nós mulheres, a tornar a vida mais fácil, e crei cabe a nós mulheres de Deus, passar para as que ainda não conhecem ou não entedem as vontades de Deus para nossa vida...
    Parabéns pelo trabalhos, Deus a abençoe grandemente.
    ABraços,Rosele.

    ResponderExcluir

"Porquê melhor é a sabedoria do que jóias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar com ela". Provérbios 8:12

Template by:

Free Blog Templates