quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Palavras e Palavras

Palavras é um veículo que expressam, entre outros, sentimentos e desejos. A felicidade do casamento, da famíla, do namoro ou de uma amizade depende de diversos fatores, e um deles é a fala ou a comunicação verbal. Por meio das palavras, COMO elas são expressas, COMO os componentes da família se tratam mutuamente através delas, se revela o desejo de EDIFICAR ou de DESTRUIR. E isto pode acontecer até inconscientemente (bons ou maus hábitos no emitir palavras).

Palavras que EDIFICAM: São ditas com paciência, com amor, com calma, no tempo certo, com domínio, temperadas. Estas sempre constroem. Grande parcela da felicidade familiar provém das palavras, mas não só das palavras, mas da MANEIRA como elas são ditas ou emitidas (Ler Pv 10. 19b; 12.18b; 15.4a; 15.28a; 21.23; 25.1 1; CI 4.6). Aqui não falamos tanto do conteúdo das palavras, mas do revestimento delas: a MANEIRA. Não tem sentido, por exemplo, o marido dizer para a esposa "Eu te amo", se ele diz isso com um tom raivoso ou frio.

Palavras que DESTROEM: São ditas com rancor, agressividade, ódio, com sentimento de vingança, remoendo o mal, em tom explosivo, aos berros e xingações. Elas revelam estultícia (loucura, falta de bom senso, "cabeça oca") e são a causa de grande parte de lares desfeitos, de filhos rebeldes e mal-criados, de cônjuges apáticos e revoltados e de um clima de constante mal-estar. Soma-se a isto ainda os palavrões tão em moda na sociedade. A agressão verbal é um dos grandes inimigos da boa intimidade e do romance conjugal! Se a agressão é contínua, se ela se tornou num hábito no relacionamento conjugal/familiar, isto vem a se tornar numa ferida aberta muito dolorida, especialmente para quem é vítima desta agressão por meio de palavras. Quem trata o familiar (esposa, marido, pais, filhos, irmão/ã) como trata o juiz de futebol, como pode esperar um ambiente cristão e agradável debaixo de seu telhado? E que testemunho de fé esta pessoa dá?


Que tipo de palavras você tem usado? Qual seu tratamento com o seu próximo? Lembre-se: Como é dado, assim também é recebido.

Que a graça de Deus seja com todas; Adrielle Kawahara

Um comentário:

  1. A palavra que sai de nossa boca é como uma faca de dois gumes,ela tanto pode abençoar como amaldiçoar por isso devemos ter muito cuidado com nossas palavras para que nossa boca seja sinta e não amaldiçoada.A boca só fala do que o coração está cheio sendo assim devemos sempre nos encher do Espírito Santo e pronunciar palavras de amor,fé,gratidão,enfim palavras que edificam!Tenha uma boa tarde.

    ResponderExcluir

"Porquê melhor é a sabedoria do que jóias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar com ela". Provérbios 8:12

Template by:

Free Blog Templates